Pesquisa revela as preferências profissionais da geração Y

14 04 2011

Se puderem escolher uma empresa para trabalhar por segmento de atuação, universitários e estudantes de pós-graduação irão optar por uma instituição bancária ou financeira. Se for possível selecionar um departamento, a preferência fica com marketing e finanças. Já se for possível escolher a empresa preferida, Nestlé, Vale e Petrobras lideram o ranking, seguidas por Google e, empatados, Coca-Cola, Unilever e Johnson & Johnson. Os dados fazem parte da pesquisa Millennials 2010, desenvolvida pela consultoria MPCO, em parceria com a Projeto RH.

Realizado com 1.412 jovens de 21 a 29 anos de todo o país, o levantamento teve como objetivo identificar as preferências da nova geração e mostrar como o comportamento desses jovens vai influenciar o ambiente de trabalho das organizações. Entre os participantes, 29% eram alunos de cursos de Administração, 27% de Engenharia, 13% de Marketing, 7% de Direito e 6% de Economia. Composta por 77 perguntas, a pesquisa envolveu universidades de São Paulo (48%), Rio de Janeiro (23%), Belo Horizonte (12%), Porto Alegre (6%), Salvador (6%) e Curitiba (5%).

“A geração Y como um todo engloba nascidos entre 1979 e 1994. Como o estudo tem foco na carreira, o levantamento foi direcionado exclusivamente aos jovens universitários ou que fazem pós-graduação em universidades de primeira linha”, afirma Marcelo Pinheiro, diretor da consultoria MPCO.

A pesquisa foi dividida em quatro partes: expectativas e motivações em relação ao trabalho; o que os jovens valorizam nos modelos de gestão das organizações e em seus líderes; o que planejam fazer profissionalmente e pessoalmente nos próximos anos; e quais as organizações que mais os atraem.

“Os segmentos de Marketing e Financeiro sempre foram atrativos, enquanto Engenharia vem despontando como um mercado promissor. Mas o que chamou a atenção foi o setor de Tecnologia ter aparecido em 10º lugar na pesquisa”, diz Eliane. “Pensava-se também que a essa nova geração estava muito focada em qualidade de vida, mas a pesquisa mostrou que não é só isso. Os jovens estão buscando oportunidades de carreira e desafios na profissão. Eles querem ser valorizados e trabalhar em uma empresa que propicie desenvolvimento, que dê feedback”, acrescenta.

Já com relação à empresa empregadora, a nova geração busca, em primeiro lugar, oportunidades de desenvolvimento de carreira. A harmonia entre vida pessoal e profissional é a segunda característica mais buscada por esses profissionais, seguida pela oportunidade de realizar projetos e atividades desafiadoras. “Essa constatação mostra que eles estão preocupados com a carreira antes da vida pessoal”, explica a diretora.

A pesquisa ainda avaliou o que a nova geração espera com relação ao comportamento de seu supervisor direto. A grande maioria quer um gestor que se preocupe com o crescimento profissional da equipe. Outras características importantes, na visão dos jovens, são o respeito e a valorização aos funcionários e o “saber ouvir”.

“Esses resultados, como a preocupação com as oportunidades e com uma equipe de qualidade e um supervisor que seja um bom líder, provocam as organizações a repensarem seus modelos de gestão e a desenvolverem seus líderes para fazerem frente a essas novas demandas da força de trabalho, de forma a manterem-se atrativas e competitivas”, afirma Pinheiro.

Com relação às preocupações imediatas dos entrevistados, a grande maioria revelou ter interesse em investir em educação, seguido por poupar e economizar dinheiro e sustentar-se financeiramente. “As pessoas mais jovens sabem que é através da educação que elas chegarão onde querem. Isso é extremamente positivo para as organizações”, avalia Eliane.

Perfil dos jovens profissionais de geração do milênio:
5 anos e 4 meses – É a experiência profissional média

2 anos e 2 meses – Período médio de permanência nas empresas
3,6 empregos – É a quantidade de empresas diferentes pelas quais os jovens já passaram
44 horas semanais – É o tempo que esses profissionais trabalham por semana, com exceção dos estagiários

Fonte: http://www.abrhnacional.org.br/noticias/105-noticia-12.html


Ações

Information

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: