Mercado de trabalho: profissionais inovadores ou tradicionais?

19 01 2011

por Taynã Almeida

Existem vários tipos de profissionais. Alguns são mais sensíveis e voltados à inovação, outros são mais tradicionais. Diante desse cenário, Thereza Abraão, membro do Comitê de Criação da CONARH, destaca alguns pontos que podem contribuir para que você se torne um profissional de destaque.

Geralmente, as pessoas que se sobressaem dentro de um ambiente de trabalho são atentas aos movimentos da sociedade, com facilidade para estabelecer conexões e explorar os aprendizados que temos ao longo da vida. Para Thereza, são profissionais que não temem em usar um pouco mais de energia para ir além e costumam transformar dificuldades em oportunidades. “O inovador tende a ser curioso e um pouco mais corajoso para correr riscos”, explica.

Esse profissional preenche alguns dos requisitos do mundo moderno, como simplicidade, objetividade, liberdade de escolha, praticidade, velocidade, utilização de modernas tecnologias e conexão entre vários públicos. Mas o que adianta ter, ser ou saber essas características e não conseguir se destacar? Thereza afirma que o primeiro passo é ter paixão pelo trabalho e saber produzir em equipe. Porém, “Não podemos deixar de lado as competências técnicas, que contribuem fortemente para a qualidade do trabalho, e as comportamentais como equilíbrio emocional, proatividade e saber trabalhar com a diversidade. Se isso não fizer parte de você, dificilmente irá se destacar”, alerta.

Muitos profissionais, entretanto, não se sobressaem devido à conduta da própria companhia. Para Thereza, saber alocar cada pessoa naquilo que gosta e tem significado para ela contribuirá para que cada um traga o seu melhor. “Um ambiente estimulante, mais tolerante aos erros e que valorize os diferentes tipos de comportamentos poderá despertar pessoas que até então se mantinham mais acomodadas nos padrões já existentes”, informa.

No entanto, é importante ressaltar que as pessoas não são iguais e cada uma tem uma forma de pensar e encarar o trabalho. Sinal positivo. Afinal, as companhias não precisam de apenas um perfil de funcionário por causa da quantidade de cargos que existem. “O ideal é que tenhamos um mix de pessoas engajadas e identificadas com o que fazem. Acredito que a partir daí consigamos os melhores resultados”, finaliza Thereza.

Fonte: http://abrhnacional.org/2011/01/04/mercado-de-trabalho-profissionais-inovadores-ou-tradicionais/


Ações

Information

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: