Produção de veículos no país registra alta de 3,2% em julho

5 08 2010

Saíram das linhas de montagem no mês 315.879 unidades, aponta Anfavea.
Empregos crescem e podem ter o melhor resultado dos últimos 10 anos.

Priscila Dal Poggetto Do G1, em São Paulo

Linha de produção Volkswagen (Foto: Divulgação)

Linha de produção Volkswagen

A alta da demanda do mercado brasileiro por veículos, especialmente carros e caminhões, puxou para cima a produção nacional de julho. De acordo com dados divulgados nesta quinta-feira (5) pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), o mês fechou com 315.879 veículos fabricados (automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus). O aumento é de 3,2% em relação a junho, quando saíram das linhas 306.193 unidades.

No acumulado de janeiro a julho, a produção já atinge o patamar de 2.074.157 unidades. O volume é 18,3% superior ao registrado no mesmo período do ano passado.

Na comparação mensal, o segmento de automóveis e comerciais leves registrou alta de 3%, com 294.341 unidades produzidas. O segmento de caminhões teve alta de 9,3%, de 16.166 unidades em junho para 17.677 unidades em julho. A produção de ônibus caiu 11%, para 3.861 unidades.

Na soma dos sete meses, o segmento de automóveis e comerciais apresenta forte alta, de 16,1% (1.939.410 unidades fabricadas), o de caminhões, de 69,3% (107.225), e o de ônibus, 39,7% (27.522).

Exportações
As exportações seguem em crescimento. Segundo a Anfavea, as vendas externas em valores subiram 9,3% em julho na comparação com junho, de US$ 1,06 bilhão para US$ 1,15 bilhão. A alta é de 65,9% ao considerar as exportações em valores no acumulado, que somaram US$ 6,92 bilhões de janeiro a julho deste ano, contra os US$ 4,17 bilhões no mesmo período do ano passado.
Em unidades no mês, tal montante representou 64.864 veículos, expansão de 2% ao comparar com as 63.585 unidades vendidas para o mercado externo em junho. No acumulado, já saíram do Brasil, 422.227 unidades neste ano, contra 136.692 unidades no mesmo intervalo do ano passado. A expansão das vendas externas é de 78,4%.

Embora o crescimento seja alto, os números deste ano são vistos pela indústria automobilística nacional com certa cautela. Isso porque o primeiro semestre de 2009 foi afetado pela crise, o que torna o patamar de comparação muito baixo. Por isso, a referência da Anfavea é o patamar obtido no fechamento de 2008, de US$ 13, 931 bilhões e 734,6 mil unidades.

Empregos
A indústria automobilística nacional fechou o mês de julho com 132.165 pessoas empregadas diretamente. O nível é 0,9% superior ao do mês de junho, que terminou com 130.968 contratados. Em relação a julho de 2009, o nível de empregos no setor é 10,5% maior. Na época estavam empregadas pela indústria 119.584 pessoas. Se o nível de empregos na indústria automobilística nacional continuar neste patamar até o final do ano, 2010 será o melhor quadro de pessoas empregadas nos últimos 10 anos.

Retirado de: http://g1.globo.com/carros/noticia/2010/08/producao-de-veiculos-no-pais-registra-alta-de-32-em-julho.html?utm_source=twitterfeed&utm_medium=twitter


Ações

Information

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: