Tendências para a Logística em 2010

17 12 2009

Estamos finalizando mais um ano, mas não foi um ano qualquer. Doze meses atrás, o mundo (e as cadeias de suprimento) estava encarando uma crise que prometia ter gigantescas proporções e impactos. Sim, a crise foi muito forte, e não está resolvida, mas podemos dizer com bastante segurança que as perspectivas futuras são muito mais positivas do que eram um ano atrás.

No Brasil, o impacto foi menor do que no resto do mundo. As cadeias de suprimento também sofreram menos. No entanto, estamos cada vez mais integrados com as cadeias logísticas mundiais, e o que acontece por lá também interessa por aqui. Aos poucos, vemos que as perspectivas de retomada do crescimento mundial se consolidam, mas ninguém sabe dizer quando poderemos respirar tranquilamente, e quanto durará o processo de recuperação e se não teremos outros sustos e sobressaltos no caminho.

Com este cenário de tendências positivas, mas muito cautelosas, fica o desafio para os gestores das cadeias de suprimento: se preparar para não perder as oportunidades que surgirão com a retomada do crescimento, sem perder de vista um estrito controle de custos e investimentos para que não sejam pegos de calças curtas.

As perspectivas da logística para 2010 em diante se apóiam em alguns pilares importantes. Pesquisei um pouco mais sobre o tema, e identifiquei 4 fatores fundamentais para as cadeias de suprimento. Nenhuma delas é uma grande novidade… somente estão reforçadas dentro do cenário mundial atual.

Flexibilidade: o mundo muda com cada vez maior velocidade. Não temos condições de prever adequadamente sequer o que acontecerá em 6 meses. Novos produtos, novos concorrentes, novas crises, novos fatores econômicos… tudo isto pode alterar as condições de mercado do dia para a noite. As cadeias de suprimento bem sucedidas deverão ter grande flexibilidade para rápidas mudanças, seja em termos de demanda ou de fluxo produtivo. Isto irá trazer um diferencial competitivo fundamental no final das contas.

Tecnologia: a tecnologia sempre foi importante na logística, mas seu foco deve ser agora no suporte a fatores críticos dos dias atuais: flexibilidade e visibilidade, levando à redução de custos e agilidade de operações.

Sustentabilidade: ser sustentável deixou de ser uma atitude de marketing, e já é praticamente uma necessidade competitiva. Seja por fatores éticos, mercadológicos (exigências do mercado consumidor) ou legais (regulamentações governamentais cada vez mais estritas), a cadeia de suprimento do futuro terá a obrigação de ser sustentável em todos seus aspectos.

Relacionamentos: em uma realidade de insegurança quanto ao futuro global, reforçar relacionamentos com parceiros, clientes e fornecedores ajudará a estabelecer “ilhas de confiança”. Com as novas tecnologias e globalização, é muito fácil conhecer contatos em todo o mundo. O desafio está em estabelecer relacionamentos realmente produtivos e baseados na confiança mútua. Ferramentas de colaboração na cadeia de suprimento também são importantes para reforçar o trabalho de equipes distribuídas em diferentes empresas e geografias.

Retirado de: http://ogerente.com/logisticando/2009/12/14/perspectivas-cadeia-suprimento/


Equipe Rh Automotive

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: