Rapidinhas do setor automotivo

2 10 2009

Belini: mercado automotivo continuará aquecido




Cledorvino Belini, presidente do Grupo Fiat, entende que a recuperação da economia interna e a disponibilidade de crédito vão compensar a retomada do IPI, mas ressalta que os recordes de setembro dificilmente serão batidos. Para o executivo, a redução do imposto foi importante para estimular o segmento diante da crise global e teve reflexo direto nas vendas, levando a um acréscimo de 300 mil unidades no volume de vendas do ano. Belini, que esteve no Rio de Janeiro para a apresentação do Fiat Cinquecento, importado da Polônia, acredita que as vendas em 2009 vão repetir os níveis deste ano. Ele destacou que a capacidade de produção da empresa se aproxima de um milhão de veículos, somando instalações no Brasil e Argentina. Para o presidente do Grupo Fiat, o Brasil precisa produzir cinco milhões de veículos por ano para ser competitivo. Hoje a capacidade instalada é da ordem de 3,5 milhões por ano, incluindo caminhões e ônibus.

Vendas de veículos batem novo recorde em setembro

A venda de veículos no país teve um boom em setembro, batendo novos recordes históricos diante da cobrança do IPI em dose maior a partir de outubro e da expansão do crédito no varejo. No caso de automóveis e comerciais leves o avanço foi de 19,85% em relação a agosto, com 296.651 unidades emplacadas. Houve um crescimento de 16,71% sobre setembro de 2008. As vendas de caminhões avançaram para 10.082 unidades (mais 18,46%) no período e as de ônibus tiveram queda de 5,04%, para 1.980 unidades. Na soma, foram comercializados 308.713 unidades, o que representou um crescimento de 19,60% sobre agosto e de 14,88% contra setembro de 2008. Vale lembrar que junho havia registrado a venda de 289.792 unidades, recorde anterior. Os emplacamentos de veículos acumulados ao longo do ano, incluindo caminhões e ônibus, somaram 2.302.096 unidades — 4,21% acima do registrado no mesmo período do ano passado. Os dados são do Renavan e foram organizados pela Fenabrave, entidade que representa os distribuidores de veículos. Os resultados de outubro devem ser inferiores aos de setembro, já que houve antecipação de compras. Segundo ainda a Fenabrave, os veículos com motor flex representaram 89,52% das vendas de automóveis e comerciais leves em outubro.

Fonte: Automotive Businees

Equipe Rh Automotive


Ações

Information

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: